Após alguns profissionais do ramo de taxistas de Lagoa da Prata procurar a justiça para esclarecimentos sobre transferência de pontos de taxistas falecidos para seus entes queridos, o Prefeito Municipal de Lagoa da Prata, Paulo Teodoro fez questão em se reunir com representantes da ASCODALP (Associação dos Taxistas de Lagoa da Prata), para que essa administração pudesse resolver um problema que se arrasta há décadas.
O Poder Judiciário solicitou do município que seja realizado uma licitação, embasado na lei federal de 1988, no artigo 175 da Constituição da República, na qual exige que seja feita a licitação para conceder pontos de taxi. O edital já foi elaborado, analisado e está em processo final. Conforme a Lei municipal 2828/2016, Artigo 28, que determina que deva ser liberado um ponto para cada 1.500 habitantes, nosso município pode comportar até 33 pontos, e já foram demarcados 30, escolhidos pelos próprios membros da associação de taxistas, de acordo com a legislação.
O alvará está sendo expedido normalmente, de forma provisória, para os taxistas que já atuam no município. A atual administração esclarece que tal processo não tem efeito negativo nenhum para os profissionais que já atuam e pretendem trabalhar com a documentação atualizada, uma vez que o edital ampara, de forma legal, os que aqui já prestam seus trabalhos ao povo de Lagoa da Prata.

Não há comentários para este post

Deixe uma resposta

Seu email não será publicado. Campos marcados com (*) são obrigatórios.