Novo método de aplicação no combate ao Aedes aegypti

Lagoa da Prata está recebendo, desde a última segunda feira, uma nova metodologia de pulverização espacial de inseticida (popularmente conhecida como fumacê) para complementar as ações de combate ao Aedes aegypti. A principal novidade para a população é que o método agora consiste em dois tipos de aplicação: o Aero System, que é feito dentro das residências e dos comércios, em cada cômodo do imóvel; e o UBV, feito na área externa, como fachadas e quintais.

A pulverização no combate ao mosquito só é realizada mediante situação emergencial, e quem determina a sua utilização e os locais onde será aplicada são os técnicos da secretaria estadual de saúde. Isso porque as medidas mais eficazes são voltadas principalmente para o não desenvolvimento de larvas, pois a pulverização atinge apenas o mosquito na sua fase adulta.  Outro fator das restrições é com relação ao meio ambiente, já que a composição química que é lançada no ar atinge também os insetos que são importantes para o equilíbrio da flora e fauna.

Pessoas e animais não correm risco de dano à saúde com as aplicações, quando realizadas  obedecendo os critérios estabelecidos. Magno Luiz dos Santos, profissional de referência técnica da superintendência regional de saúde), é quem está coordenando o trabalho em Lagoa da Prata, junto com a Vigilância Epidemiológica, da Secretaria Municipal de Saúde. Ele disse que antes de dar início à pulverização, os funcionários recebem treinamento específico, e que o teor da substância química é calculada conforme o peso do mosquito, ou seja, infinitamente baixo se comparado ao peso de um bebê ou de um passarinho. Entretanto, a orientação é que os moradores da casa saiam do local no momento da aplicação, e só adentrem após 15 minutos.

A principal motivação desta pulverização foram os 8 casos notificados (dois confirmados) de chikungunya, nos bairros Marília, Santa Alexandrina e Gomes, e uma notificação de Zica vírus no Gomes. Estão previstas duas semanas de trabalho para fechar o raio da área planejada, e não serão todos os bairros da cidade que irão receber o tratamento, lembrando mais uma vez que quem define é a Secretaria Estadual de Saúde. Lagoa da Prata é a primeira cidade entre os 54 municípios que compõem a regional de Divinópolis que está implementando a pulverização interdomiciliar, mas a técnica já é utilizada nos estados do Rio de Janeiro e Pará desde 1996, e outros municípios mineiros desde 2001.

Skip to content