Segundo o diretor adjunto do SAAE, Astácio Neto, o maquinário conquistado pela atual administração pública se deu a um conhecimento e uma conversa do gestor Paulo Teodoro com representantes da empresa e, a partir daí, houve o interesse desta aquisição no valor de aproximadamente R$ 1 milhão de reais, onde haverá uma redução no custo na economia do município de até 70%, antes pago à empresas terceirizadas.

Segundo ele, a agilidade não se pode comparar pois, será maior porque as empresas exigiam uma quantidade de grande extensão para executar o serviço e com isso a demanda era de até um mês para reposição dos trabalhos realizados. A agilidade com o ganho na qualidade de serviço é extraordinário.

O diretor do SAAE, Ismar Roberto, exalta essa conquista com orgulho. O técnico em pavimentação asfáltica, Durvalino Pires, de São Paulo, veio até Lagoa da Prata para orientar a equipe que irá trabalhar na usina de asfalto e disse que esse tipo de asfalto se equipara ao chamado “asfalto quente” ou até melhor.

Hoje, nas rodovias e em vários estados do Brasil, é usado o mesmo maquinário adquirido pela administração municipal e tem a durabilidade já testada e garantida.

Lagoa da Prata 80 anos

Governo 2017/2020 – de mãos dadas com o povo.

Não há comentários para este post

Deixe uma resposta

Seu email não será publicado. Campos marcados com (*) são obrigatórios.